O backup na nuvem dos dados pessoais ainda não é uma realidade para a maioria das pessoas. Pesquisa realizada pelo Kaspersky Lab mostra que apnenas 12% dos respondentes mantinham cópias no modelo de cloud. A grande maioria - 87% - prefere fazer o backup em meios físicos, como memórias flash ou discos externos - que pode se deteriorar ou sofrer danos com o passar do tempo, facilitando a perda de dados.

O estudo aponta ainda que a maioria (92%) dos entrevistados mantêm informações confidenciais — como correspondência privada, fotos, senhas ou dados financeiros — em seus dispositivos e menos de um terço opta por fazer cópias de segurança para prevenir eventuais perdas. Além disso, 29% dos usuários não tomam qualquer medida de segurança do gênero e 11% admitiram que não pretendem fazê-lo no futuro.

"Optar por fazer backups de forma sistemática, permite tomar conta dos dados de maneira eficaz. Decida quais informações são mais valiosas para você e crie cópias de segurança regularmente. A melhor maneira é manter a informação importante em pastas criptografadas, guardadas tanto em suportes físicos como na nuvem", orienta Elena Kharchenko, responsável pela gestão de produtos para consumidores da Kaspersky.

Artigos relacionados
O tablet Surface foi lançado há cerca de um ano e, desde então, a Microsoft não se pronunciou sobre o futuro da linha. Entretanto, de acordo com um relatório ad...
Leia Mais [+]
O Windows 10, lançado a pouco tempo, foi muito bem recebido pela população e pela crítica em geral. Com o advento do mesmo, muitas pessoas possuem perguntas a c...
Leia Mais [+]
Um novo cavalo-de-troia se espalha através de mensagens no Skype, que está em meio de um processo no qual substituirá o Windows Lime Messenger. De acordo com a ...
Leia Mais [+]